terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Já não era sem tempo...!



Funcionários da CP e familiares também vão pagar bilhete


A administração da CP deliberou nesta sexta-feira suspender as concessões atribuídas aos seus funcionários e familiares que lhes permitiam viajar gratuitamente. Os trabalhadores da empresa podiam até agora viajar de comboio sem pagar, e os seus familiares directos tinham direito a 4000 quilómetros gratuitos por ano e a 75% de desconto na compra de um bilhete.
Ler mais: http://www.publico.pt/sociedade/noticia/funcionarios-da-cp-e-familiares-tambem-vao-pagar-bilhete-1583037?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+PublicoRSS+%28Publico.pt%29

É um primeiro passo, finalmente, na direcção certa, para tentar colocar novamente a CP nos carris de onde nunca deveria ter saído. Já não era sem tempo que se deveria ter posto cobro há muito a regalias injustificadas e incomportáveis. Aliás a TAP também acaba de fazer cortes salariais.

No entanto essas medidas:


  • Por um lado pecam por escassas (embora se diga, e bem, que «Roma e Pavia não se fizeram num dia»);


  • Por outro lado nada dizem relativamente aos honorários das Administrações (por onde se devia ter começado para dar o exemplo e cortar pela raiz qualquer justificação moral para eventuais reclamações).


No entanto a notícia do Público revela que os Sindicatos vão interpor providência cautelar. As facilidades concedidas são contrapartidas remuneratórias.

Ou seja, ainda querem ganhar mais do que aquilo que já recebem!

Pois bem, se a Administração da CP tiver a coragem e a honradez de dar o exemplo, reduzindo significativamente os seus próprios salários e regalias acessórias a valores, digamos, decentes (tomando como padrão o vencimento do Primeiro-Ministro), retirar-lhes-á qualquer veleidade para prosseguirem as suas exigências descabeladas.

Mas para isso é preciso ter coragem e honradez. Será que a Administração da CP as tem? Tenho esperanças de que assim seja.

Permitam que lhes sugira a leitura da minha crónica «Liderança e austeridade». Penso que será instrutiva.

Por aqui me fico. Até amanhã!

1 comentário:

marco antonio badaro athayde disse...

Quero registrar nesta oportunidade, os meus parabéns ao colega de Portugal,pelo blogger.
Já anotei o endereço, para ler as suas edições .

Mestry Badahra

mestrybadahra@Gmail.com
Vitoria (Espirito Santo) Brasil