quarta-feira, 17 de maio de 2017

















Vª Parte - Racismo, Preconceito e Xenofobia... 

... em Portugal?


O povo português é acolhedor para a generalidade dos estrangeiros, e os brasileiros não são excepção. No entanto, há que esclarecer que há Brasileiros e «brazucas».

O problema é que há alguns anos (recentemente) houve uma leva de imigrantes brasileiros provenientes da escória da sociedade que provocou em Portugal os maiores desmandos, assaltos, estupros, agressões, destruições gratuitas que provocaram uma onda de revolta em Portugal. E também uma invasão de prostitutas e travestis que, pela sua agressividade, fizeram as maiores tropelias entre a sociedade portuguesa.


Mas não só isto, veja-se o vídeo do que uma brasileira fez numa rua em Carregal do Sal


Os brasileiros de bem, são bem-vindos, mas há uma suspeição à partida que obriga a que seja provada a sua idoneidade e bom carácter. Para além disso há a triste história da Maitê Proença que, num programa «Saia Justa», resolveu ridicularizar Portugal e os portugueses que nunca mais lhe perdoaram.


Essa senhora não sabe, por exemplo, que em Portugal existem Escolas Superiores de Hotelaria (a nível de licenciatura) e Escolas de Hotelaria (ensino médio) e que os profissionais que a foram ajudar provavelmente falam três ou quatro línguas e têm formação em informática muito maior do que ela tem. A hotelaria, em Portugal, é levada muito a sério e o turismo também.

Acresce os programas da TvGlobo que também passam por cá e que retratam o Brasil como uma terra de mulheres (muito) fáceis e de vigaristas e oportunistas do pior calibre. Isso tudo não contribui para a boa fama dos brasileiros, como se imagina.

A imagem está a esbater-se, a prova é que já são mais de 160.000 os brasileiros a viver em Portugal sem problemas, mas tiveram uma integração difícil ao princípio. A verdade não se pode esconder, a fama (melhor, a má fama) tem sempre um custo para as pessoas inocentes.

Por outro lado há que considerar que no Brasil vivem 200 milhões de pessoas e Portugal é 100 vezes menor que o Brasil. Por isso é-nos difícil, melhor, impossível, acolher todos os descontentes que o Brasil tem

Daí que as autoridades portuguesas tenham que ser rigorosas na selecção de quem autorizam a residência e sejam inflexíveis na deportação daqueles que não são capazes de se comportar devidamente e de se integrar na nossa sociedade.

Antigamente não era assim, mas a partir dos anos 90 a imagem dos brasileiros degradou-se e agora você sabe a razão No entanto tudo depende da postura e da educação das pessoas. Se elas se comportam e vestem como senhoras (mesmo que informalmente), ninguém as vai destratar nem faltar ao respeito. Se se comportam de forma radical, com piercings e tatuagens, com vestuário bizarro, se faltam ao respeito a si próprias, essas pessoas transmitem uma má imagem e eventualmente sujeitam-se a atitudes menos agradáveis. E isto é válido para ambos os sexos. Espero que este esclarecimento possa contribuir para dissipar os receios de quem quer vir para Portugal ou, pelo menos, para os alertar para aquilo que não devem fazer.

Fui claro? Por favor não se sintam ofendidos, não há nada de preconceito nem de xenofobia, apenas de racionalidade e precaução. Afinal Portugal é a nossa casa.

Sem comentários: